segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Cusco

Praça de armas de Cusco

De Puno a Cusco são cerca de 400km de distância e existem quatro opções para percorrer o trajeto: avião, trem de primeira classe, ônibus regular ou ônibus turístico. Optamos pelo ônibus turistico devido ao valor e a opção de conhecermos um pouco mais do Peru. As paradas são geralmente no museu de Pukara (ideal para comprar os tourinhos da sorte), La Raya (para admirar a beleza da Cordilheira dos Andes a 4335m acima do nível do mar),  Sicuani (para almoço), Templo Inca de Raqchi e Andahuaylillas (conhecida como a Capela Sistina da América). A saída de Puno é as 07:30 e a chegada a Cusco por volta das 17hs.

Templo Inca de Raqchi

Para chegar : De Puno a Cusco fomos com uma empresa turistica contratada pela South Adventure Peru. Os ônibus fazem cerca de 5 paradas no caminho para que os turistas aproveitem a viagem.
Hospedagem em Puno: Ficamos no Flying Dog Hostel. É o mais simples da rede no Peru, mas o valor compensa porque os quartos são bastante limpos e o atendimento é muito bom. U$ 30,00 a diária de casal. http://flyingdogperu.com/
Restaurantes: Recomendamos que experimentem o famoso Cuy (porquinho da India) no restaurante Inka Grill http://www.cuscorestaurants.com/es/inkagrill.html; O Norton Pub para um cerveja https://www.facebook.com/pages/Norton-Pub/181907621856624; e o Café de La Paz para comer a carne de Alpaca http://www.cafedelapazperu.com/.
Agência de turismo: A agência que cuidou de cada detalhe nesta parte do passeio foi a South Adventure Peru. O Sr. Ruben nos atendeu muito bem tanto na fase de planejamento como enquanto estivemos em Cusco. http://www.southadventureperutours.com/index.htm

Igreja de San Domingo

Cusco é uma cidade grande e chegamos no fim de uma tarde com trânsito confuso, grande parte das principais ruas da cidade estavam em obras e isso complicou tudo. O ônibus parou no terminal e o Sr. Ruben da South Adventure já estava nos aguardando. Fomos para a agência e ele nos explicou como seria nosso roteiro em Cusco e Machu Picchu, depois nos deixou nos hostel. Deixamos nossas malas e fomos conhecer o principal cartão postal de Cusco: a Praça de Armas. Na praça existem diversos restaurantes, pubs, lanchonetes, lojas e até um McDonald's. Como nosso dia seguinte começaria cedo para conhecer o Vale Sagrado e Machu Picchu (em breve um post sobre estes destinos) optamos por um lanche rápido e voltamos para o hostel.

Vista Panorâmica de Cusco

O centro histórico da cidade é impressionante, as construções espanholas em cima das construções Incas estão por todos os lados. Existem diversas igrejas espalhadas por lá também e todas com muito ouro, prata e pedras preciosas. Museus, construções históricas e o Mercado Central de San Pedro estão entre as principais atrações. No primeiro dia completo na cidade optamos por caminhar pelo centro histórico, conhecer o famoso mercado central e fazer o city tou que foi uma gentileza da South Adventure.

Construções Incas e Espanholas

Por falar em mercado central, este é um passeio obrigatório na cidade, mas se prepare pois se você tem coração ou estômago fraco essa pode ser uma experiência pertubadora, mas mesmo assim obrigatória. O mercado está dividido por setores: artesanatos, ervas, alimentação, sucos e carnes. Nas carnes está o mais chocante, elas não tem refrigeração e ficam em cima do balcão, frangos, porcos, carne e até cabeça bovina ficam expostas, mas cuidado ao bater fotos pois alguns comerciantes não gostam. Na parte dos sucos são diversas opções e muitas delas exóticas, recomendamos o "Especial com Malta" da barraca 81, é uma mistura com várias frutas e uma cerveja cusqueña, delicioso.

Mercado Central

O city tour em Cusco geralmente ocorre na parte da tarde e visita a Catedral, Qoricancha, Sacsayhuaman, Qenqo e Tambomachay. As 13hs nos pegaram no hostel e fomos para a catedral onde se formaram os grupos, e o que não faltava era turista para fazer o city tour em diversos idiomas.

Catedral de Cusco

Catedral: demorou mais de cem anos para ficar pronta, sua construção iniciou-se em 1560 e foi feita sobre o Palácio Inca de Wiracocha. Como a mão-de-obra foi Inca para a construção da igreja, ele representaram a "Santa Ceia" de forma bastante peculiar, Judas está com o rosto do conquistador espanhol Francisco Pizarro e o prato principal é um Cuy. Esta obra é um dos maiores exemplos da arquitetura colonial da cidade e da escola Cusquenha de pintura, misturando o barroco europeu com arte andina.

Qoricancha

Qoricancha e Convento de San Domingo: Qoricancha era um dos prédios mais impressionantes de Cusco e o lugar mais importante do império Inca, mas na chegada dos espanhóis em 1534 uma igreja foi construída sobre ele. Uma lenda diz que até suas paredes eram revestidas com lâminas de ouro, visto que este era o local de adoração ao Deus Sol. Durante muito tempo não foi permitida visitação no local, mas agora os turistas podem conhecer este local histórico.

Sacsayhuaman

Sacsayhuaman: Essa é a construção Inca mais intrigante de Cusco, as pedras que formam o complexo são muito grandes e encaixadas com uma precisão incrível. De acordo com nosso guia elas vieram de cerca de 2km de distância e cerca de 20.000 trabalhadores foram utilizados na construção. Boa parte das pedras menores foram retiradas dali pelos espanhóis para a construção de seus prédios. Até a pouco tempo era possível subir no templo e caminhar, mas devido a depreciação causada pelos turistas uma parte já está fechada a visitação.

Qenqo

Qenqo: Era um oratório dedicado ao Deus da guerra e representado por um Puma. No lugar eram feitas as consultas aos Deuses antes de se iniciar uma guerra. Além disso possui um labirinto de pedra que é no mínimo curioso.

Tambomachay: Este era o local de descanso para os Incas, uma espécie de pousada dos tempos atuais, aonde entre as jornadas eles paravam para descansar, se reabastecer de água e comida. Como ja era fim da tarde e fazia muito frio não ficamos muito tempo neste local. Depois voltamos para a cidade mas no caminho paramos numa loja de roupas de Alpaca para compras.

Show Folclórico

Chegando na cidade fomos assistir a um show folclórico, quando chegamos o teatro já estava lotado, é bom tentar chegar mais cedo. O espetáculo é muito bonito, são apresentações das danças folclóricas e cada uma tem sua explicação antes ou depois da apresentação. Fica a umas duas quadras da praça de armas, depois voltamos e fomos no restaurante Inka Grill comer o famoso "Cuy", eu não tive coragem, mas meu marido experimentou e adorou.

Cuy do restaurante Inka Grill

Cuy assado

No dia seguinte aproveitamos para descansar, caminhar pela cidade, visitar alguns museus, tomar uma Cusqueña observando a praça de armas no Norton Pub.

Vista do Norton Pub

No fim da tarde uma procissão para alguns dos vários santos da cidade nos surpreendeu na praça, tornando o pôr do sol ainda mais bonito. No jantar comemos mais uma vez a deliciosa carne de Alpaca e o Ají de Galinha, desta vez no restaurante Café de la Paz.

Pôr do Sol na praça de armas

Cusco é uma cidade encantadora e uma excelente porta de entrada para o ponto turístico mais famoso do Peru e uma das 7 maravilhas do mundo moderno: Machu Picchu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita em nosso blog.