sábado, 5 de junho de 2010

Gramado, Canela e Canyon Itaimbézinho - 2010



Canyon Itaimbézinho

No ano de 2010 visitamos a Serra Gaúcha no feriado de Corpus Christi, como estávamos no mês de Junho podemos apreciar o que a serra tem de melhor a nos oferecer, ou seja, frio e excelente comida. Conhecemos as cidades de Canela, Gramado e Cambará do Sul (cidade onde localiza-se o Canyon Itaimbézinho no Parque Nacional Aparados da Serra), a região tem uma beleza ímpar que envolve seus visitantes num passeio pela natureza e atrativos gastronômicos.

 Portal de Gramado

Para chegar: Fomos de carro, de Itajaí a Gramado são cerca de 530km de distância. Infelizmente durante nossa viagem choveu muito e não podemos aproveitar a paisagem, especialmente da Rota do Sol (RSC-453) mas se tiver a oportunidade siga pela BR 101 e depois pela Rota do Sol, quem já passou por lá fala maravilhas do lugar.
Hospedagem: Ficamos na Pousada Vila Suíça, mas não recomendamos o lugar. Foi nossa ultima opção visto que fomos para a região no feriado de Corpus Cristi e deixamos para reservar o hotel em cima da hora. Não faça isso, reserve com antecedência. Meus pais já ficaram na Pousada do Lago, é um lugar simples mas muito limpo e bem localizado. http://pousadadolagogramadors.blogspot.com.br/
Restaurantes: Recomendamos em Gramado o Restaurante Le Chalet, eles servem entre outros pratos o rodízio de Fondue, é delicioso http://www.lechalet.com.br, recomendamos também que experimentem a sopa no pão servida em diversos restaurantes da cidade, os cafés especiais, nós experimentamos na rua coberta, no restaurante Bouquet Garni http://www.bouquetgarnigramado.com.br/ e é claro os famosos chocolates de gramado como a Caracol http://www.caracolchocolates.com.br/ e a Florybal que tem fábrica e lojas bem próximas http://www.florybal.com.br/. A região tem vários Cafés Coloniais que fazem a alegria de quem gosta do doces.
Agência de turismo: Não utilizamos nenhuma agência de turismo em Gramado.

 Catedral de Pedra - Canela

Nós tivemos quatro dias para conhecer a região, ficamos hospedados em Canela, mas como as cidades são muito próximas passamos três dias entre Canela e Gramado e um dia nos Canyons. Conhecemos os principais pontos turísticos da região como o Lago Negro, a Rua Coberta, a Catedral de Pedra, a Cachoeira do Caracol, o zoológico, entre outros.

Cachoeira do Caracol - Canela

Começamos nosso passeio pelo Lago Negro, um lago artificial que foi criado após um incêndio que arrasou a mata existente no lugar, isso ocorreu no ano de 1953 e o Sr. Leopoldo Rosenfeldt construiu o lago e nas margens plantou árvores importadas da Floresta Negra da Alemanha. Suas águas são bastante profundas e de cor verde escura. É tradicional no lugar caminhar em volta do lago ou passear nos pedalinhos em formato de cisnes ou caravelas. O acesso ao parque é livre, mas é cobrado um valor a parte para o passeio nos pedalinhos (valores de 2013 de acordo com o site http://www.gramadosite.com.br/hotsite/lagonegro).
Valor do Cisne: R$ 20,00 p/ 2 pessoas e 01 criança até 3 anos
Valor da Caravela: R$ 30,00 p/ 2 adultos e 2 crianças até 8 anos
Duração do passeio: 20 minutos

 
Lago Negro - Gramado

Seguimos depois para o centro de Gramado, a cidade é pequena, mas muito bem estruturada ao turismo, para cada lado que se olha tem uma atração diferente e muito bem preservada. No centro é bom guardar um tempo apenas para bater perna nas principais avenidas como a das Hortênsias e a Borges de Medeiros onde estão localizadas lojas das principais marcas de chocolates de Gramado, bem como lojas de artesanato, roupas, cafés, etc. No centro também fica a Igreja Matriz São Pedro bem próximo da Rua Coberta e do Palácio dos Festivais onde acontece o famoso Festival de Cinema de Gramado. O local também é interessante para apreciar os casarões em estilo alemão que estão espalhados por toda parte, até os novos edifícios que são construídos na cidade seguem a tendência. A rua coberta é ideal para sentar, apreciar o movimento e tomar um café para espantar o frio.

Rua Coberta, Gramado

No segundo dia acordamos e ficamos em Canela mesmo, fomos para o interior da cidade conhecer a Vinícola Jolimont (http://www.vinhosjolimont.com.br/#!/home), é um passeio muito interessante, o caminho até lá é lindo, a visita é muito agradável e os vinhos são uma delícia. 

Vinícola Jolimont

Logo após a Vinícola está o Alambique Flor do Vale (http://www.alambiqueflordovale.com.br/), ele fica localizado na estrada Morro Calçado e oferece ao visitante uma visita pelo mundo da cachaça, como ela é produzida, armazenada e envelhecida. Para este passeio é bom deixar alguém do grupo para ser o motorista da rodada, pois de gole em gole você pode sair alcoolizado de lá. Na mesma estrada fica o Alpen Park (http://www.alpenpark.com.br/), um parque de aventura, nós paramos mas apenas conhecemos o parque, não gostamos muito e resolvemos não perder muito tempo por ali.

Alambique Flor do Vale

Uma das catedrais mais bonitas que já vimos está em Canela, a Catedral de Pedra é linda e foi eleita uma das 7 maravilhas do Brasil. Logo após almoçamos e como sobremesa escolhemos os chocolates da Caracol e da Floyrbal. As lojas das empresas são uma atração a parte, principalmente para quem adora chocolate como eu.

Catedral de Pedra

Durante a tarde choveu muito então resolvemos visitar a fábrica de Cristais de Gramado (http://www.cristaisdegramado.com.br/), lá você pode fazer uma visita guiada a fábrica e ver como os vasos, copos, e as diversas peças são produzidas, pode conhecer um pouco mais os produtos e é claro comprá-los a preços mais convidativos. Além dos cristais tem um setor de semijoias que me deixou encantada, as peças são lindas, muito bem acabadas, a qualidade é excelente e o preço é bom. Mas lá as fotos não são permitidas. Terminamos nosso dia novamente na rua coberta tomando um café para espantar o frio e a chuva.

Chocolates de Gramado

No dia seguinte acordamos cedo para tentar ver a geada, mas o tempo amanheceu chuvoso e não conseguimos. Então passamos pelo Mundo a Vapor mas como tudo em Gramado é pago resolvemos não entrar, pois de R$ 15 em R$ 15 vai uma grana. São diversos museus e atrativos para o turista, como o Museu de Cera, o Hollywood dream cars, o Mini Mundo, a Aldeia do Papai Noel, entre outros, mas praticamente todos são pagos. 

Mundo a Vapor

De lá fomos para a Cascata Caracol, o parque fica em Canela e é muito bonito com cerca de 25 hectares de área verde. A cascata é linda e tem várias forma de observá-la. A primeira é através dos mirantes localizados no parque, a outra é pela torre de observação que fica a 30 metros de altura e tem um elevador panorâmico para chegar até lá e a ultima é descer mais de 750 degraus para chegar a base da cascata. Nós apreciamos as três vistas, gostamos mais da visão após a descida, mas prepare-se não é fácil subir os degraus depois, vá somente se você tem bom condicionamento físico e faz exercícios com frequência. Eu me senti mal, minha pressão baixou e demorei muito para subir.

Cascata Caracol

Depois do almoço fomos visitar a Aldeia do Papai Noel, o lugar é legal mas é melhor se você tem filhos pequenos. O que mais gostamos lá foi da vista dos mirantes e da neve artificial. Além disso tem ambientes decorados com temas natalinos, o Papai Noel, duendes, enfim, lá é natal o ano todo.

Mirante da Aldeia do Papai Noel

Um dos lugares que mais nos surpreendeu em Gramado foi o Zoológico (http://www.gramadozoo.com.br/). O zoo é muito bem conservado, tem diversos animais e aves, aliás o viveiro é muito interessante pois você entra dentro dele e fica junto com papagaios, tucanos, araras, periquitos, entre outros, quando estivemos lá uma arara queria comer minha bota. É muito legal a proximidade dos animais, as jaulas são diferenciadas e o contato com a natureza é muito grande. O zoo também tem um vista linda.

Zoo de Gramado

Ganhando um beijinho do filhote de Tamanduá

Depois de um dia cheio que começou com muita chuva mas que acabou com um sol lindo, fomos para a pousada, nos arrumamos e voltamos a Gramado para uma despedida a altura da cidade, fomos jantar no Le Chalet, pedimos um rodízio de Fondue e estava divino. O preço é bastante salgado, não me lembro ao certo, mas vale cada centavo. O ambiente é muito romântico, as carnes são de primeira e é delicioso. Não deixe de experimentar um fondue quando estiver em Gramado. Nesta noite estava muito frio, cerca de 5 graus apenas, e o rodizio e o vinho caíram como uma luva.

Estrada para o Canyon

No nosso último dia de passeio acordamos cedo e seguimos rumo a Cambará do Sul distante cerca de 105 km de Canela. Nosso objetivo era conhecer o Canyon Itaimbézinho no parque Aparados da Serra. O Canyon fica cerca de 18km do centro da cidade e para chegar até lá a estrada é de terra. Então antes de pegar a estrada confira se está tudo certo com o seu carro, o pneu do nosso furou e descobrimos que estávamos sem os equipamentos necessários para a troca como o macaco. A estrada não é movimentada e tivemos que esperar mais de meia hora até alguém passar para nos ajudar pois os celulares estavam sem área.

Trilha do Cotovelo

Depois de tudo resolvido seguimos nosso passeio e logo chegamos a entrada do parque, deixamos para almoçar lá, mas descobrimos que não tem lanchonete nem restaurante no parque. O valor da entrada é de R$ 6,00 por pessoa, mas R$ 5,00 de estacionamento para o veículo (valores 2013). No parque há basicamente duas trilhas que podem ser percorridas sem guias, começamos pela mais longa, chamada de Trilha do Cotovelo com cerca de 6km (ida e volta) que leva até a parte mais bonita do Canyon. A trilha é longa mas o percurso é plano e pode ser percorrido por pessoas de todas as idades. É um belo passeio e no fim vale muito a pena, o Canyon é lindo!

Canyon Itaimbézinho

Depois fizemos a Trilha do Vértice que é mais curta e tem cerca de 1,4km (ida e volta). A trilha passa por duas cascatas, sendo a maior delas a Véu de Noiva com uma queda de 500m aproximadamente e também tem vista para o Canyon. Para conhecer o parque reserve um dia para fazer as duas trilhas com calma. Não esqueça de levar água, protetor solar e sanduíches para o almoço.


Cascata Véu de Noiva

A BR 101 fica cerca de 38km do parque, mas a estrada até lá é de terra (pelo menos em 2010) então o tempo para percorrer este trajeto é maior do que o normal, principalmente considerando que no caminho tem a descida de uma serra. Mas vale a pena considerando que se você vai para o litoral de SC ou RS economiza muitos quilômetros. A região é linda e adoramos conhecê-la, é incrível como nosso país é tão lindo e tem paisagens tão diversificadas.

2 comentários:

  1. Oi, Débora. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.

    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natalie, tudo bem e você?

      É uma honra fazer parte e contribuir para o Viaje na Viagem!
      Sou fã e sempre estou de olho nas suas publicações!!

      Obrigada = )
      Débora

      Excluir

Obrigada pela visita em nosso blog.